O Pronampe é um empréstimo fornecido pelo Governo Federal como medida para ajudar as empesas no período da pandemia do covid-19

Veja como pegar empréstimo pelo Pronampe

O PRONAMPE é uma linha de crédito criada, por meio da lei federal nº 13.999, de 18 de maio de 2020, que possibilita o desenvolvimento e fortalecimento de micro e pequenas empresas frente ao cenário econômico causado pela pandemia do COVID-19.

Ele é destinado para:

  • Microempreendedores individuais (MEI) com faturamento de até R$ 81 mil;
  • Microempresas (ME) com faturamento de até R$ 360 mil;
  • Empresas de pequeno porte (EPP) com faturamento de até R$ 4,8 milhões

Segundo esse novo empréstimo, as empresas com mais de 1 ano de abertura poderão adquirir até 30% da sua receita bruta anual no exercício de 2019. Caso, não tenha mais de um ano de funcionamento, o limite de empréstimo será de até 50% do capital social ou até 30% da média do faturamento mensal, o que for mais vantajoso. Segue exemplos:

Empresas com MAIS de 1 ano:

Empresas com MENOS de 1 ano:

O que você precisa saber antes de pegar o empréstimo

O crédito poderá ser utilizado para realizar investimentos (adquirir máquinas e equipamentos, realizar reformas) e/ou para despesas operacionais (salário dos funcionários, pagamento de contas como água, luz, aluguel, compra de matérias primas, mercadorias, entre outras). É proibido o uso dos recursos para distribuição de lucros e dividendos entre os sócios do negócio.

A taxa de juros para pagamento será baseado na Selic + 1,25% ao ano e as parcelas deverão ser quitadas no prazo máximo de 36 meses.

O empréstimo pode ser contratado em até 3 meses, a partir de 18/05/2020, podendo ser prorrogado por mais 3 meses.

Poderá ser exigida uma garantia pessoal com valor igual ao do empréstimo, acrescido dos encargos. Empresas com menos de um ano de funcionamento terão de dar garantia de 150% do valor contratado, mais encargos.

Para adquirir o empréstimo, você deve falar diretamente com o seu banco, verificar se ele esta participando para solicitar a análise e liberação do crédito.

Após contratado o crédito, a empresa precisa manter o número de empregados ou contratar mais funcionários. Caso a norma seja descumprida, todas as parcelas que ainda estão a vencer serão cobradas pela instituição que fez o empréstimo.

Vale ressaltar a importância de uma análise de viabilidade desse empréstimo no seu negócio para não gerar uma situação de risco no futuro. Ou seja, compare o investimento com o retorno que ele pode gerar, para decidir se vale a pena ou não.

Se tiver alguma dúvida, entre em contato com a nossa equipe

Sobre o autor

Marcella Renaux

É Inside Sales na Cont360. Formada em Administração de Empresas e Pós-graduada em Gestão de Negócios pela FGV, Marcella é especialista em construir as melhores soluções para os desafios apresentados pelos nossos clientes e que satisfaçam as suas necessidades.

Deixar um comentário

3 × 5 =