Por onde começar a redução de custos na minha empresa?

A rotina diária das empresas, em especial, a das pequenas empresas, conduz à inclusão de itens de custo que vão se acumulando sem uma efetiva percepção de sua presença. Uma avaliação financeira da realidade da empresa facilmente aponta seus efeitos.

Desse modo, implantar uma gestão estratégica dos custos da empresa pode aprimorar muito os seus resultados. A margem de lucros é diretamente proporcional a esses resultados positivos.

Acompanhe este post e saiba por onde começar a redução de custos da empresa.

Analise periodicamente os seus custos

Para implantação de um programa interno de redução de custos, a primeira medida a ser adotada é o seu conhecimento. Faça um levantamento pormenorizado desses custos e ordene-os por prioridade.

Dessa forma, gastos supérfluos, assim como aqueles não prioritários serão revistos. Os setores financeiro e administrativo devem participar desse levantamento e das discussões para a definição das prioridades.

O que é prioritário para o funcionamento da empresa não pode ser cortado. Assim, fica muito mais fácil identificar os custos que poderão ser eliminados ou reduzidos sem interferir na eficiência operacional do negócio. Periodicamente, repita essa operação.

Adote práticas sustentáveis

Além dos aspectos ambientalmente corretos das práticas sustentáveis, o efeito de redução de custos pode ser bem significativo. Em especial porque, quase sempre, ocorrem desperdícios quando não são observados.

Assim, podem ser consideradas como práticas sustentáveis:

  • adoção de xícara ou garrafa de água para redução do consumo de copos descartáveis;
  • aproveitamento de rascunhos para impressões internas;
  • redução das impressões, priorizando aquelas realmente necessárias;
  • adoção da digitalização dos documentos;
  • aproveitamento máximo da iluminação natural;
  • controle da utilização de telefone comercial da empresa.

Adapte a jornada de trabalho

Dois aspectos devem ser considerados quanto à participação da jornada de trabalho nos esforços para redução dos custos: o desempenho obtido com as horas trabalhadas e a criação de um banco de horas.

Assim, aprimorar a qualidade das horas trabalhadas resulta em mais eficiência nas atividades conduzidas. Esse resultado pode tornar desnecessária a demanda por horas extraordinárias. Isso significa redução na folha de pagamentos, mas também nos custos operacionais como, por exemplo, os de energia elétrica.

Por sua vez, a criação de um banco de horas, quando corretamente implementado, reduz os custos das horas extraordinárias, além de conceder maior descanso aos colaboradores que se empenharam para o cumprimento de suas metas. Não deixe de falar com o seu contador sobre como implementar o banco de horas.

Aprimore sua gestão de fornecedores

Uma das medidas mais efetivas em um programa de redução de custos relaciona-se à gestão de fornecedores. Construir parcerias mais favoráveis à empresa deve se constituir em uma busca constante.

Rever a carteira de fornecedores e renegociar condições e preços pode reduzir significativamente os custos e gerar competitividade para o seu negócio. Nesse caso, considere as vantagens, se sua empresa compra em grande quantidade, de negociar com grandes fornecedores. A adoção de um sistema informatizado pode ser de muita valia para o aprimoramento da gestão de fornecedores.

Negocie as tarifas bancárias

Em determinados segmentos, um significativo volume de recursos se esvai para o pagamento de tarifas bancárias. É bastante viável procurar a gerência de seu banco e buscar alternativas para redução desses custos.

Para esse fim, é necessário que as contas da empresa estejam em dia e que não existam quaisquer pendências com o banco para uma posição mais confortável numa negociação de redução de tarifas.

Finalmente, considere que a adoção dessas medidas apontadas para a redução de custos gera uma importante economia de recursos. Esta, por sua vez, pode ser direcionada para a implantação de melhorias que vão incrementar ainda mais os resultados positivos da sua empresa.

Assim, podem ser promovidas iniciativas como a adoção de ferramentas de gestão, capacitação dos colaboradores e investimento em marketing com vistas à melhoria da imagem da empresa junto aos clientes.

Se você gostou deste post ou conhece outras dicas para a redução de custos da empresa, compartilhe deixando aqui o seu comentário.

Sobre o autor

Josinei Soares

Diretor Executivo na Cont360. É pós-graduado em Controladoria pela FIA/USP, com Bacharel em Administração de Empresas e Marketing pela Universidade Anhembi Morumbi, Contabilista e membro do Conselho Regional de Contabilidade de São Paulo.

Deixar um comentário

catorze + 16 =