Como escolher um contador?

A sobrevivência de uma empresa está diretamente ligada à sua saúde financeira. Assim, uma questão importante para empresários e gestores refere-se à escolha de bons profissionais para cuidar dessa área da companhia. Como escolher um contador?

Não restam dúvidas que o profissional é essencial para a gestão eficiente e para o planejamento financeiro, porém, em meio a tantos escritórios e a tantas propostas, tomar a decisão final e assinar o contrato não é tão simples! Diante disso, preparamos algumas dicas para você não ter mais dúvidas. Confira:

Procure um contador especializado em seu negócio

Atualmente, a contabilidade de nicho está cada vez mais comum. Isso significa que os escritórios estão se especializando em áreas específicas de mercado, e se dedicando com mais intensidade e afinco a um determinado setor.

Isso faz toda diferença, afinal, ao definir um ramo de atuação, o profissional ficará mais atualizado e poderá acompanhar com mais frequência o mercado, a concorrência, as alterações legislativas, as inovações etc.

Então, para começar, tente descobrir se existe algum escritório com atuação voltada para o seu segmento. Com certeza escritório especializado irá contribuir mais para transformar a gestão do seu negócio!

Agende uma reunião e apresente as suas necessidades

Um fator essencial em toda relação profissional é a confiança! Por isso, é importante que antes de assinar o contrato de prestação de serviços, você marque uma reunião com dois ou três escritórios e converse com os responsáveis.

Apresente o seu negócio, esclareça quais são as suas expectativas e analise os serviços que eles oferecem. Pergunte, tire todas as suas dúvidas e depois decida com calma.

É preciso decidir com segurança, pois uma relação duradora e transparente com o seu contador é saudável para o seu negócio.

Busque uma contabilidade atual que utilize dos recursos tecnológicos

Hoje em dia existem diversos softwares de gestão integrada que facilitam a rotina e tornam o trabalho mais rápido e eficiente.

Por meio deles, é possível que todas as informações registradas dentro da empresa fiquem disponíveis automaticamente ao contador, o que facilita na comunicação com o escritório, evita erros, retrabalhos e dispensa envio de relatórios mensais e a organização de documentos para serem entregues periodicamente.

Além disso, alguns escritórios já realizam atendimento direto por chat, sistema de chamado ou WhatsApp, o que também otimiza o serviço e torna a comunicação com o cliente mais fácil e menos burocrática.

Então, antes de realizar a contratação, verifique se o escritório almejado já está utilizando algumas dessas ferramentas ou se tem previsão de começar. Lembre: o objetivo da contabilidade é produzir informações sobre a saúde financeira da sua empresa, de forma eficiente e com o máximo de precisão. Então, a tecnologia é uma grande aliada nesse processo.

O preço não deve ser fator determinante

Antes de definir se o valor cobrado é caro ou barato, analise a qualidade do trabalho prestado, a credibilidade do escritório no mercado, as ferramentas que estarão à sua disposição e o pacote de serviços oferecidos.

É preciso fazer um comparativo com as demais propostas recebidas, porque muitas vezes o barato sai caro. Concorda? Alguns escritórios apresentam valores irrisórios, mas trabalham de forma manual  e o preço cobrado cobre apenas o cálculo dos impostos e a entrega de algumas obrigações acessória, não incluído na proposta o registro da contabilidade no livro diário, que é obrigatório para todas as empresas, com exceção do MEI – Micro Empreendedor Individual.

Já que você vai investir, faça o melhor investimento que puder e tenha tranquilidade.

Analise os pacotes de serviços oferecidos

Outra questão importante é verificar quais os trabalhos serão prestados pelo escritório: informe-se sobre a periodicidade do fechamento contábil, pergunte se todas as obrigações acessórias estão incluídas, verifique se tem suporte para assuntos técnicos, e veja a possibilidade de contato direto com o contador para explicação dos números.

Quando conversarem sobre tudo, confira se o que foi acordado está discriminado corretamente no contrato, porque só assim só você poderá fazer exigências posteriores.

Agora que você já sabe como escolher um contador, não perca tempo e comece já a sua pesquisa!

Este texto te ajudou? Deixe seu comentário no post e compartilhe a sua experiência conosco e com os nossos leitores!

Sobre o autor

Josinei Soares

Diretor Executivo na Cont360. É pós-graduado em Controladoria pela FIA/USP, com Bacharel em Administração de Empresas e Marketing pela Universidade Anhembi Morumbi, Contabilista e membro do Conselho Regional de Contabilidade de São Paulo.

Deixar um comentário

um × 4 =